fbpx

dezembro 9, 2020

Em um mundo no qual prever tendências é cada vez mais difícil, a criatividade é fundamental para que as empresas se mantenham competitivas.

Neste momento, marcado por startups que surgem a todo instante e implementam novas formas de atuar que se tornam padrão para o mercado como um todo, manter-se criativo é um diferencial do qual não se pode abrir mão.

Mas, afinal, o que é a criatividade? Mais que isso, como ser criativo no ambiente de trabalho?

ESTIMULANDO O PENSAMENTO CRIATIVO

No caso das corporações, ser criativo tem tudo a ver com ter boas ideias. Aos gestores, cabe lançar mão de ações que estimulem tais ideias a partir do espírito de inovação. Seja através de dinâmicas, atividades ou treinamentos, o importante é engajar os colaboradores em ações que promovam a inspiração.

Vale lembrar que o espaço físico da empresa interfere bastante no processo criativo. Um ambiente leve, aconchegante e que faça os colaboradores se sentirem acolhidos é fundamental para estimular o pensamento criativo. O uso de cores, post-its e quadros interativos é interessante, bem como estabelecer um lugar ao ar livre para realizar reuniões.

A cultura da empresa também está diretamente relacionada à capacidade de pensar fora da caixa. Empresas que lançam mão de políticas punitivas, que cobram os colaboradores em momentos indevidos e de forma ameaçadora e que não aceitam/não sabem passar feedbacks de forma assertiva criam pânico na equipe. De nada adianta ter um ambiente inovador se a própria cultura da empresa não condiz com o local.

Neste sentido, é fundamental que os líderes sejam os principais incentivadores da criatividade. Líderes inspiradores são capazes de aumentar significativamente o potencial criativo das organizações, uma vez que servem de exemplo e referência aos colaboradores. São pessoas com ampla experiência em suas áreas de atuação, que possuem influência social positiva, boa capacidade de comunicação e sobretudo inteligência emocional.

FRENTES DE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE

A criatividade pode ser trabalhada em frentes diversas: no desenvolvimento de produtos e serviços, no modelo de negócios da empresa, nos processos internos, etc.

Tudo isso depende de como os líderes querem conduzir a gestão dos processos criativos e qual o objetivo da empresa em si. De qualquer forma, a criatividade é fundamental para que as organizações se mantenham atualizadas e competitivas no mercado, independente da área de atuação, e para que a inovação esteja sempre à vista – em última instância, ela pode garantir a sobrevivência da empresa.

Não deixe de nos acompanhar no InstagramFacebook e LinkedIn. Inscreva-se também no nosso canal no YouTube! Esperamos você!

Autora

Beatriz Amaro

Gosto de ler, escrever, estudar, ficar com os meus gatos e minha família: no meu tempo livre, gosto de me dedicar às coisas e pessoas - e animais, é claro - que amo. É a melhor forma que encontro de renovar minhas energias e trilhar meu caminho

>