fbpx

março 26, 2020

Desenvolver o marketing laboratorial é tão essencial quanto prezar pelas boas práticas na coleta de materiais e processamento das amostras. Isso porque, além de manter as rotinas conforme a legislação, é fundamental para fidelizar o paciente.

Outro ponto relevante nesse investimento é a acirrada concorrência entre os laboratórios clínicos, o que implica em manter uma excelência em atendimento com tecnologias de ponta, softwares específicos e divulgação ampla desses serviços.

Por isso, a implantação da divulgação laboratorial tem com premissa a disseminação dos serviços diferenciados prestados na instituição e com isso angariar novos clientes para aumentar a produtividade da empresa. Quer saber como programar estratégias de marketing de laboratório? Então, não perca as dicas que daremos a seguir!

Afinal, o que é marketing laboratorial?

Trata-se da divulgação das atividades clínicas realizadas no contexto da instituição, considerando os aspectos éticos envolvidos, o custo para implantação e a mensuração dos indicadores de desempenho dessa proposta.

A partir dessa análise, os gestores poderão desenvolver estratégias para ampliar o acesso dos pacientes a sua instituição por meio de mensagens em redes sociais, jornais, revistas, divulgação em rádios, panfletagem ou parcerias firmadas com outras empresas.

Destaca-se que o marketing deve primar por mensagens objetivas, de preferências direcionadas ao público-alvo, com estratégias que suscitam a curiosidade ou interesse por conhecer pessoalmente os serviços anunciados. Devem descrever também os procedimentos e as condições para realizá-lo.

Como fazer marketing laboratorial?

Conheça o público-alvo

O marketing laboratorial deve começar analisando o público-alvo em potencial, que podem ser os pacientes, profissionais clínicos ou grandes empresas. Para as pessoas que buscam serviços laboratoriais, as mensagens devem ser divulgadas em redes sociais, rádio e televisão para alcançar um número maior de novos clientes.

Para despertar atenção aos profissionais de saúde, é preciso trabalhar com uma linguagem mais apurada, utilizando termos científicos, destacando os equipamentos existentes e as propostas rápidas para emissão de resultados. Nesse caso, além de cartilhas informativas, é interessante a visita dos representantes do laboratório aos consultórios médicos para explicar a proposta.

As grandes empresas são potenciais clientes no sentido de formalizarem para seus funcionários convênios coletivos, direcionados a realização de exames admissionais, demissionais e periódicos. Constituem também uma porta de entrada para indicação desses serviços laboratoriais aos seus familiares e amigos.

Estabeleça mensagens objetivas

Após avaliar as características do público-alvo, é preciso elaborar materiais informativos e úteis para essas personas. Em alguns casos, pode ser interessante criar modelos diferenciados para cada um, a fim de direcionar a forma de conquistar o cliente.

Nesse conteúdo, devem ser abordados itens como os diferenciais da empresa, certificações já alcançadas, serviços contemplados, equipamentos de última geração existentes e modalidades de emissão dos resultados de exames.

Além disso, deve-se atentar para a linguagem coerente do texto, conferindo erros de digitação, semântica e dupla interpretação antes de realizar a impressão em grande quantidade ou disseminar nos canais de rádio e televisão.

Capacite seus colaboradores

O processo de capacitação dos colaboradores deve envolver, primeiramente, a liderança do gestor para abordar sobre o conhecimento do fluxo de atendimento, avaliação da viabilidade da amostra, processamento do exame e emissão do resultado.

É fundamental que os funcionários entendam os processos cruciais da rotina, para enfatizar essas informações aos clientes com conhecimento de causa, pois a insegurança deles pode gerar dúvidas no público. 

Além disso, os colaboradores podem esclarecer algumas rotinas para os pacientes, enfatizando os diferenciais da empresa, de forma que eles se sintam satisfeitos por ter escolhido esse laboratório.

Devem também tratá-los sempre com educação, cortesia e proatividade, principalmente na resolução de problemas de documentação, autorização de convênios ou viabilidade da amostra biológica enviada para que o paciente observe o esforço e dedicação nessas atividades.

Distribua brindes úteis

A distribuição de brindes ainda é uma ferramenta efetiva nos dias de hoje, porém, deve ser avaliada cuidadosamente para evitar desinteresse e desperdício de recursos financeiros com a aquisição de grande quantidade de unidades para dispensação sem serventia.

Sendo assim, é aconselhável investir em brindes úteis para o dia a dia como canetas, marcador de texto de papel, viseiras de plástico, garrafinhas de água e outros conforme a necessidade do paciente e os recursos financeiros disponíveis.

Uma estratégia interessante é a participação da empresa em eventos de saúde organizada por universidades ou pela prefeitura das cidades. Com a instalação de um estande, é possível fazer aferições da pressão arterial, orientar sobre o jejum para realização dos exames laboratoriais e distribuir os brindes.

Divulgue em redes sociais

Em tempos de redes sociais, é fundamental a inclusão da empresa nesse nicho em constante crescimento, com o objetivo de aumentar o número de seguidores e de potenciais clientes, bem como avaliar o serviço prestado.

Para tanto, é imprescindível que um especialista faça a administração das contas nas redes sociais, avalie quais postagens são mais relevantes e ranqueadas nesse meio, assim como analisar a aceitação dos pacientes com os conteúdos inseridos.

Todavia, é preciso considerar os preceitos éticos da profissão médica sobre a proibição da disseminação de valores dos procedimentos, postagens que fazem exposição dos dados dos clientes, entre outras questões.

Realize um atendimento humanizado

O marketing laboratorial deve refletir as principais atividades da empresa, bem como disseminar a missão e os valores incorporados pelos funcionários e demonstrar um bom clima organizacional.

Dentro desses preceitos se enquadra a assistência humanizada ao paciente, considerando o acolhimento do indivíduo, desde o momento da coleta das amostras biológicas, e o esclarecimento de dúvidas para melhorar o relacionamento com o cliente.

Se as impressões do paciente forem positivas, esses indivíduos divulgarão para seus amigos e familiares, de forma espontânea e imparcial, por meio do famoso “boca a boca”, estratégia ainda eficiente nos dias de hoje.

O marketing laboratorial é uma ferramenta necessária atualmente, mas deve refletir a máxima organização da empresa, o atendimento às exigências sanitárias e aos conselhos profissionais, além de prezar pela eficiência no atendimento. Por esse motivo, é fundamental investir em estratégias diferenciadas e avaliar a implantação a longo prazo.

Gostou deste post? Então, não deixe de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de notícias do universo da prática laboratorial!

Autora

wpadmin

Gosto de ler, escrever, estudar, ficar com os meus gatos e minha família: no meu tempo livre, gosto de me dedicar às coisas e pessoas - e animais, é claro - que amo. É a melhor forma que encontro de renovar minhas energias e trilhar meu caminho

>