fbpx

outubro 21, 2020

O papel do líder é fundamental para toda e qualquer empresa. É o líder que gerencia pessoas e processos, mobiliza e se comunica com toda e equipe e, acima de tudo, é responsável por orientar os colaboradores.

Líderes de empresas de diferentes áreas precisam ter diferentes habilidades, que variam de acordo com os setores específicos. No caso da saúde, os gestores costumam atuar em três frentes: gerenciamento de volume e cobertura dos serviços (planejar, implantar e avaliar); gerenciamento de recursos (pessoas, orçamentos, equipamentos e materiais); e relações externas, que, além de parceiros, incluem também os clientes.

GESTÃO DE PESSOAS

Quando falamos em gestão de pessoas, nos referimos à administração e ao desenvolvimento dos recursos humanos de uma empresa. O objetivo de um gestor de pessoas é motivar, reter e capacitar os colaboradores para potencializar o desempenho da equipe e, consequentemente, da empresa.

É importante salientar que nem todas as empresas que possuem um departamento de Recursos Humanos (RH) também têm um gestor de pessoas. Muitas vezes, o RH é um setor destinado apenas à contratação de pessoal e a burocracias que envolvem a empresa, como cartão-ponto, banco de horas, etc. Nestes casos, é fundamental que a gestão dos colaboradores não seja deixada de lado, e passe a ser uma das funções dos líderes da empresa.

O LÍDER COMO GESTOR DE PESSOAS

Mesmo que uma empresa conte com um gestor de pessoas, os colaboradores ainda precisam ver os líderes como referência. Nos casos em que não há o profissional, os líderes são ainda mais importantes, uma vez que eles serão os responsáveis pelo desenvolvimento da equipe.

Os líderes, portanto, precisam superar os desafios inerentes ao seu papel e se posicionar como verdadeiros aliados da equipe.

Liderar não é uma tarefa fácil. O líder deve conquistar a confiança e o respeito dos colaboradores, e isso vai muito além de posições estratégicas e da hierarquia da empresa.

No dia a dia, uma das funções do líder é cobrar a equipe em relação a prazos, atividades, eficácia e desempenho, e tudo isso deve ser feito com muito respeito e paciência. A melhor forma de conquistar a confiança dos colaboradores é não se portar como superior, ainda que haja uma hierarquia implícita na relação entre líder e liderados.

Outras funções dos líderes incluem reconhecer as capacidades e as limitações dos colaboradores e saber lidar com cada um deles, estimulando seus talentos específicos; fornecer feedbacks e utilizar os feedbacks positivos como forma de motivar a equipe; identificar e solucionar gargalos; e facilitar a rotina da empresa de acordo com a implantação de processos que respeitam a equipe como um todo.

É fundamental que os líderes cumpram suas funções com senso de humanidade e permitindo a participação ativa dos colaboradores, que são parte indispensável da empresa. Como gestores de pessoas, os líderes não podem esquecer ou subestimar as emoções da equipe — pelo contrário, eles precisam entendê-las e utilizá-las de modo a contribuir com a produtividade e os resultados da empresa.

Nos acompanhe também no FacebookInstagramLinkedIn e YouTube. Esperamos você!

>